Somente consulta particular
Procto PrimeProcto PrimeProcto Prime
(11) 96489-7000
contato@proctoprime.com.br
São Paulo / SP e Barueri / SP

Retite é a mesma coisa que retocolite ulcerativa, proctocolite ou proctite ulcerativa? Entenda!

  • Home
  • Blog
  • Retite é a mesma coisa que retocolite ulcerativa, proctocolite ou proctite ulcerativa? Entenda!
retite e retocolite

Na coloproctologia, especialidade direcionada aos estudos das doenças do intestino grosso (cólons, reto e ânus), é normal que ainda exista muita desinformação sobre doenças que acometem esses órgãos.

Afinal, muitas pessoas ainda resistem a cuidar da sua saúde, principalmente, quando falamos de regiões mais íntimas, como é o caso da retite, que nada mais é do que a inflamação do reto.

Então, hoje, vou te explicar um pouco melhor sobre o que é a retite e porque muitos a confundem com condições como a retocolite ulcerativa, proctocolite e proctite ulcerativa – sem falar da importância dos exames diagnósticos para a região.

Confira!

O que é retite?

Como visto anteriormente, a retite é a inflamação do reto, a parte final do intestino – mais precisamente da mucosa retal, parede que reveste o interior do tubo digestivo. 

O que muitos não sabem é que a retite é, na verdade, uma condição clínica e, não, uma doença. É um sinal de inflamação da região que indica uma causa maior.

Geralmente, a retite é diagnosticada após exames de colonoscopia ou retossigmoidoscopia para avaliar a região.

Essa inflamação se dá por vários motivos, que veremos a seguir.

Sintomas que acompanham a retite

Algumas manifestações do organismo podem estar acompanhadas da retite e indicar que algo não está correto. Alguns exemplos são:

  • Sangramento retal
  • Desejo frequente ou contínuo de necessidade de evacuar
  • Escoamentos anormais pelo ânus, como passagem de muco pelo reto
  • Dor retal
  • Dor no lado esquerdo do abdômen
  • Diarréia
  • Sensação de peso no reto
  • Sensação de evacuação incompleta

Causas da retite

Para entendermos as causas da retite, é essencial entender como essa inflamação se manifesta no organismo.

Por isso, é importante avaliarmos se trata-se de um quadro agudo, ou seja, pontual e de resolução rápida, ou de um quadro crônico, que exige tratamento mais prolongado.

No quadro agudo, a retite é indicativa de alguma condição transitória ou característica do início de uma retocolite ulcerativa.

Também pode ser causada por qualquer coisa capaz de irritar a região: como gastroenterites, uso prolongado de antibióticos, radioterapia e relações sexuais anais sem uso de preservativo que podem trazer ISTs, como a herpes e a gonorréia

Já em um quadro crônico, com uma progressão lenta, pode ser causada por fatores como doenças inflamatórias do intestino (retocolite ulcerativa e doença de Crohn), retite actínica no caso do paciente ter sido submetido a radioterapia, pacientes constipados com formação recorrente de fecalomas (grandes proções de fezes endurecidas) e irrigação recorrente do reto, em caso de preparação para sexo anal.

O tratamento será definido a partir da determinação da causa do problema.

Retite x retocolite ulcerativa, proctocolite e proctite ulcerativa

A retite é uma condição clínica, ou seja, é um quadro no qual o reto está inflamado. Por isso, é muito comum que pacientes acabem se auto diagnosticando com outras condições em que existe a inflamação do reto, e pior ainda, muitas vezes acreditam se tratar de hemorroida!

Mas, atenção: apenas um médico pode te diagnosticar corretamente e indicar o melhor tratamento para seu caso. No consultório, ele irá pedir exames, ouvir suas queixas e analisar seu histórico familiar para orientar quais serão os cuidados a seguir.

Abaixo, eu te explico melhor o que são algumas das doenças que apresentam a retite como sintoma.

Retocolite ulcerativa

A retocolite ulcerativa é uma doença crônica inflamatória da mucosa interna do cólon e reto, sendo que neste caso já encontram-se presentes ulcerações na parede intestinal. A inflamação começa no reto e, ao passar do tempo ou da gravidade do caso, pode se estender até os cólons de maneira contínua.

Seus sintomas podem incluir dor abdominal, urgência evacuatória, diarreia e sangue nas fezes, sendo que é uma condição, ainda, sem cura, mas temos muitas terapias efetivas para manter a inflamação sob controle.

Proctocolite

A proctocolite é um tipo inflamação caracterizada por um acometimento do reto e do(s) cólon(s), entretanto, nesta condição a mucosa apresenta-se edemaciada ou com enantemas (irritações), sem ulcerações.

Essa hipersensibilidade acarreta em edema e erosões superficiais da mucosa da região acometida, e é, frequentemente, desencadeada por quadros de alergia alimentar congênita, sendo que os sintomas, geralmente, se apresentam nos primeiros três meses de vida, entre eles, o principal indicativo é a presença de sangue “vivo” nas fezes visível ou detectada em exames.

Em mais de 90% dos casos de proctocolite alérgica, o alérgeno é a proteína do leite de vaca. Outros alimentos alergênicos podem também estar envolvidos, como a soja, trigo, ovo, peixe e frutos do mar, as oleaginosas e o coco.

Proctite ulcerativa

A proctite é um outro nome para a retite, portanto, também é a inflamação da mucosa retal.

Já na forma ulcerativa da proctite, há o desenvolvimento de úlceras que surgem na região do revestimento inflamado do reto. Pode ser afetado desde o reto inferior até o reto superior, junto a transição retossigmoideana. Normalmente, são encontradas em casos de doença inflamatória intestinal, IST’s e em casos de traumas locais intensos (como por exemplo, sexo anal, enteroclismas e fecalomas gigantes).

Ficou alguma dúvida? Venha cuidar da sua saúde comigo! Agende sua consulta para conversarmos melhor e deixe seus exames de check-up em dia.

Compartilhar:

Pesquisar

Categorias

Posts Recentes

At vero eos et accusamus et iusto odio digni goikussimos ducimus qui to bonfo blanditiis praese. Ntium voluum deleniti atque.

Melbourne, Australia
(Sat - Thursday)
(10am - 05 pm)