Médico Coloproctologista SP
Procto PrimeProcto PrimeProcto Prime
(11) 96489-7000
contato@proctoprime.com.br
São Paulo / SP e Barueri / SP

Saiba quais são os principais fatores de risco para o cisto pilonidal!

  • Home
  • Blog
  • Saiba quais são os principais fatores de risco para o cisto pilonidal!
cisto pilonidal

No artigo de hoje vou abordar sobre os principais fatores de risco para o cisto pilonidal!

O cisto pilonidal é uma condição de saúde que afeta muitas pessoas em todo o mundo. Embora, geralmente, não seja perigoso, o cisto pilonidal pode ser doloroso e desconfortável, afetando, significativamente, a qualidade de vida do paciente.

Saiba a seguir detalhes sobre o que é o cisto pilonidal e quais são os seus fatores de risco. Para conferir, é só continuar a leitura!

Quais são os principais fatores de risco sobre o cisto pilonidal?

O cisto pilonidal é uma condição que pode afetar pessoas de todas as idades, mas é mais comum em homens jovens, entre 15 e 30 anos de idade. Ele ocorre quando um pelo encravado causa uma infecção e/ou inflamação na região localizada entre as nádegas, formando um cisto que pode se tornar dolorido e incapacitante.

Embora a causa exata do cisto pilonidal não seja conhecida, existem vários fatores de risco que aumentam a probabilidade de desenvolver essa condição. Conheça alguns deles a seguir:

  • Pelos encravados

Pelos encravados são um dos principais fatores de risco para o cisto pilonidal. 

Quando sentamos por longos períodos ou, até mesmo, quando os pelos são removidos pela depilação ou lâmina de barbear, eles podem se curvar e crescer de volta para dentro da pele. Isso pode causar uma reação inflamatória na área afetada e levar à formação de um cisto pilonidal.

  • Obesidade

A obesidade é outro fator de risco para o cisto pilonidal. O excesso de peso pode causar atrito entre as nádegas, irritando a pele e causando a formação de um cisto. 

Além disso, as pessoas obesas, naturalmente, têm mais gordura na região glútea, o que pode tornar mais difícil o processo de crescimento correto dos pelos, aumentando a probabilidade dos mesmos encravarem.

  • Trauma

Traumas que, por ventura, ocorram no cóccix também podem levar à formação de um cisto pilonidal.

O trauma pode ser causado por uma queda, uma lesão durante a prática de esportes ou até mesmo decorrentes do fato de ficar sentado por longos períodos. 

Quando a pele é traumatizada, os pelos podem crescer de volta para dentro da pele, causando uma informação e a formação de um cisto.

Um dado histórico é que durante a Segunda Guerra Mundial também foi chamada de “a doença dos jipeiros”. E isto, devido ao fato dos soldados que dirigiam os jipes ficavam sentados nos assentos duros, por longos períodos, e isto promovia traumas repetidos na região interglútea, o que favorecia o desenvolvimento da doença sacrococcígea ou cisto pilonidal.

  • Genética

Há também um componente genético que pode cooperar para o surgimento do cisto pilonidal. 

Pessoas com um histórico familiar de cistos pilonidais possuem maior probabilidade de desenvolver essa condição. 

Isso pode ser devido a uma predisposição genética para a formação de pelos encravados, ou por conta do compartilhamento de fatores ambientais, como a forma de se sentar ou o tipo de atividade física que praticam, que aumentam as chances de formar cistos.

  • Higiene inadequada

Uma higiene inadequada também pode aumentar o risco de desenvolver um cisto pilonidal.

A falta de limpeza adequada da área afetada pode levar à acumulação de bactérias e sujeira, o que pode aumentar a probabilidade de infecção e/ou inflamação local, aumentando assim as chances de desenvolver o cisto sacrococcígeo.

  • Roupas justas

O uso de roupas apertadas ou que prejudicam a “respiração” natural da pele, como roupas íntimas de tecido sintético, pode aumentar a umidade na área afetada (ambiente propício para o crescimento de bactérias e fungos), o que também pode levar a uma infecção na pele e favorecendo a formação de um cisto.

Em primeiro lugar, as roupas justas podem causar atrito entre as nádegas, o que acaba ocasionando irritação na pele e aumentando a probabilidade do surgimento de pelos encravados. Quando um pelo é forçado a crescer no sentido oposto ao crescimento natural (para dentro da pele), ele pode causar uma infecção e/ou inflamação que leva à formação de um cisto pilonidal.

As roupas justas também podem restringir o movimento e aumentar a pressão na região glútea, o que pode piorar os sintomas de um cisto pilonidal já existente, intensificando a dor e o desconforto na área afetada, tornando mais difícil para drenar o cisto e prejudicando o processo de cicatrização.

Cisto pilonidal: esse problema tem solução. Busque ajuda de um médico especializado e restabeleça a sua qualidade de vida!

O cisto pilonidal é uma condição médica que ocorre na região entre as nádegas, na região mais conhecida como cóccix. 

Essa condição se desenvolve quando um ou mais pelos na região glútea encravam na pele e causam uma infecção e/ou inflamação. E isso pode levar ao acúmulo de pus e outros fluidos na área, formando um cisto.

Como vimos ao longo do artigo, existem diversas causas para o cisto pilonidal. Contudo, ele tem tratamento. Busque ajuda de um profissional experiente para encontrar a melhor forma de dar um basta nas reincidências e recuperar sua qualidade de vida. 

Lembrando de que, atualmente, dispomos de técnicas cirúrgicas minimamente invasivas para o tratamento desta condição, como Laser, E.P.Si.T. e L.E.P.Si.T., que permitem uma recuperação, retorno às atividades habituais e cicatrização mais rápidas! E o melhor, sem aquelas feridas gigantes das técnicas excisionais ou com cortes. Quer saber mais? Informe-se nas minhas mídias sociais (Instagram e YouTube) ou nos meus blogs.

Se estiver precisando de ajuda com o cisto pilonidal ou outros problemas proctológicos, entre em contato e marque o seu horário!

E, para mais artigos como esse, fique sempre de olho no meu blog.

Compartilhar:

Pesquisar

Categorias

Posts Recentes

At vero eos et accusamus et iusto odio digni goikussimos ducimus qui to bonfo blanditiis praese. Ntium voluum deleniti atque.

Melbourne, Australia
(Sat - Thursday)
(10am - 05 pm)